Notícia

RALI À LAMPREIA: TERCEIRA INTERRUPÇÃO EM MAIS DE MEIO SÉCULO DE VIDA

Nasceu em 1967. Este ano, devido à pandemia, não se realiza.  O que se adivinhava, foi confirmado esta tarde. A Câmara Municipal de Monção, na página oficial do Facebook, anunciou o cancelamento. Trata-se da terceira interrupção (total de 11 edições), deste evento automobilístico e gastronómico que “mete” milhares de pessoas no centro da vila.

19 | fevereiro | 2021

Esta seria a 44ª edição num evento que teve inicio há 54 anos. É obra. Fica a admiração e o elogio aos homens e mulheres que tiveram a visão de organizar uma das provas de perícia automóvel mais emblemáticas e entusiasmantes da região norte de Portugal. Também àqueles que lhe deram continuidade, privilegiando a inovação e a segurança.

O Rali à Lampreia é um dos momentos mais cativantes do calendário festivo de Monção, seduzindo amantes do desporto automóvel e apaixonados do bom garfo. Neste dia, milhares de pessoas rumam a Monção. Um amigo meu farta-se de dizer, e com razão, que basta colocar uma placa em Salvaterra, com a data da prova, para termos milhares de galegos na Praça Deu-la-Deu. Verdade. Já está “vendido” há muitos anos.

Quem conhece a prova, sabe que há momentos felizes e episódios hilariantes. O almoço que junta os participantes e organização tem pormenores deliciosos. Na mesa e fora dela.  A consagração dos vencedores, na Casa do Curro, já noite, resvala para a alegria e emoção contida. Abraços, beijos e algumas lágrimas.

As provas da manhã e da tarde, deixam ruído, adrenalina, espetáculo e aplausos, muitos aplausos. Também alguns apertos no coração com peripécias que não constavam do programa. A prova noturna, no dia anterior, trouxe a luminosidade e a magia que faltava. Há algo aqui que não se explica, vive-se. Os participantes sabem do que falo. Disseram-me isso várias vezes.

Além da perícia, o Rali da Lampreia move-se na gastronomia. Centenas de lampreias do rio Minho são confecionadas, com esmero e tradição, nos restaurantes do nosso concelho. Seduzidos pelos bons paladares, os visitantes saem satisfeitos e a restauração conhece um dia de negócio em alta num período de época baixa. 

Um extraordinário cartão de visita turístico e gastronómico que, desta vez, sai abalado. Mas não tanto como se podia prever. Alguns restaurantes apontam baterias ao takeaway. Já imaginou encomendar uma lampreia no restaurante e degustá-la em casa? Não. Pode fazê-lo nos próximos fins de semana. A restauração agradece. E, os monçanenses, como sempre, vão premiar a sua capacidade de adaptação e reinvenção.

A vida está cheia de curvas e, este ano, dedicado ao boi no horóscopo chinês, o vírus pregou-nos uma partida. Para a saudade não acelerar tanto, a autarquia monçanense não vai deixar a prova em ponto morto, tendo produzido sete vídeos, com lançamentos entre 22 e 28 do corrente, nas plataformas sociais do município.

Uma forma virtual de relembrar este acontecimento marcante, reavivando imagens que temos na nossa memória. Não vamos sentir o cheiro a pneu queimado, nem as emoções do momento presente, mas podemos vibrar com   um espetáculo que não deixa ninguém indiferente. E, isso, é o caminho certo para continuar a dar vida ao Rali à Lampreia. 

Fotos: Facebook da CMM.

Últimas Notícias